II Festa da Literatura de Chaves_250px

II Festa da Literatura de Chaves (FLIC II)

Na próxima quarta-feira, 8 de novembro terá início a II festa da Literatura de Chaves, tendo como entidade organizadora o Clube dos Amigos do Livro de Chaves, instituição que pertence ao Rotary Club de Chaves. Este evento tem como finalidade a divulgação da literatura na cidade e na região apostando quase em exclusivo em autores flavienses e transmontanos em número superior a duas dezenas.

A FLIC II irá contar com onze mesas de trabalho, decorrendo três delas na sede dos Agrupamentos de Escolas de Chaves, uma no Estabelecimento Prisional, outra no Regimento de Infantaria e por último na Biblioteca de Verín em cooperação com o Clube de Leitura local. As restantes cinco mesas terão lugar no salão nobre do Rotary Club de Chaves. A esta festa associa-se uma exposição de arte (escultura e cerâmica), música, dança e pequenos excertos teatrais. Na manhã de sábado, dia 11, haverá um Peddy Paper literário com os escritores a percorrerem os lugares mais emblemáticos da cidade.

Este evento conta com o apoio da Universidade Sénior e várias outras instituições da cultura local esperando-se uma boa adesão do público.

*

Oportunamente serão todos os autores contactados pela empresa Traga Mundos que se encarregará da venda dos livros que cada autor lhe enviar a titulo pessoal ou através da sua editora. A venda de livros nada tem a ver com a organização do evento. Para além da literatura acontecerão uma mesa de arte, uma exposição de pintura, e momentos de música e teatro associados.

*

Programa (cf. PDF):

Dia 8 – Quarta-feira:
17:00 – Cerimónia de Abertura da FLIC II – Presidente do Rotary C. Chaves, Fernando Nogueira
Abertura da Exposição coletiva de Arte (Escultura e Cerâmica)
Visita à exposição
Momento Teatral: Os Malefícios do Tabaco, Tchekov, TEF, Actor: Rui Pinto
18:00 – 1ª Mesa de trabalho: – Salão Nobre do R.C. de Chaves
Caminhos da Arte: paralelismo ou convergência.
Intervenientes: Carneiro Rodrigues; João Madureira. Paulo Duarte, Sérgio Almeida.
Moderador: Jorge Melo

Dia 9 – Quinta-feira
10:30 – 2ª Mesa de trabalho – Escola Secundária Júlio Martins
Tema – Literatura: alavanca para a literacia e o conhecimento.
Escritores intervenientes: Manuel Araújo – Hercília Agarez
Moderadora: Ana Lídia Lopes
10:30 – 3ª Mesa de trabalho – Escola Secundária Fernão de Magalhães
Tema – Literatura: alavanca para a literacia e o conhecimento.
Escritores intervenientes: Áurea Justo – Sónia Feijó
Moderadora: Emília Nogueira
10:30 – 4ª Mesa de trabalho – Escola Secundária António Granjo
Tema – Literatura: alavanca para a literacia e o conhecimento.
Escritores intervenientes: António Sá Gué – Ernesto Salgado Areias
Moderadora: Anabela Almeida
14:15 – 5ª Mesa de trabalho – Estabelecimento Prisional de Chaves
Tema – Literatura e inclusão.
Escritores intervenientes: Armando Ruivo – Gilberto Bandeira – Isabel Seixas
Moderador: António Teté Pereira
14:15– 6ª Mesa de trabalho – Regimento de Infantaria de Chaves
Tema – Literatura e terra de ninguém.
Intervenientes: Ernesto Salgado Areias; José Leon Machado
Moderadora: Manuela Rainho
17:30 – 7ª Mesa de trabalho – Salão Nobre do Rotary C. de Chaves
Tema: Poesia. Sonho e Marginalidade
Momento de Poesia: Atuação do Grupo de Jogais da USR (Prezadas Pessoas Presentes)
Moderadora: Maria das Neves
Escritores intervenientes: Angélica Carvalho; Isabel Seixas; José Maldonado; Jorge Medeiros;
Odete Ferreira;
Momento de Bailado pela Escola de Dança Ent’Artes
19:00 – 8ª Mesa – Biblioteca de Verín
Tema: Fronteira: identidade e inspiração literárias.
Escritores intervenientes: Manuel Araújo; José Leon Machado
Moderador: Ernesto Salgado Areias

Dia 10 – Sexta-feira
16:00 – 9ª Mesa – Salão Nobre do Rotary C. de Chaves
Tema: De pequenino se torce o pepino.
Intervenientes: Áurea Justo; João Madureira; Sílvia Alves.
Moderadora: Marília Ruivo
Momento Musical: Atuação do Quarteto de Saxofone da Academia de Artes de Chaves

17:30 – 10ª Mesa -Salão Nobre do Rotary C. de Chaves
Tema: Do outro lado da literatura
Intervenientes: Pedro Emiliano Casteleiro; António Sá Gué, Alfredo Ferreiro; João Miranda
Moderadora: Manuela Rainho
21:00 – Noite dos Poetas – Salão Nobre do Rotary Club de Chaves
Com a presença de Angélica Carvalho, António Roque da Costa, Armando Ruivo; Gilberto Bandeira, Isabel Seixas, José Maldonado, Odete Ferreira, Jorge Medeiros; Sónia Feijó; Alfredo Ferreiro, Pedro Emiliano Casteleiro; Áurea Justo, António Sá Gué. Recital de Poesia: Pontas Soltas e outros

Dia 11 – Sábado
10:30 – Peddy-paper literário:
Leitura de excertos de romances e de poemas dos autores presentes nos cafés e lugares da cidade. Textos alusivos ao local. Partida da USR com passagens e leitura nos seguintes lugares: Lapa/Forte de São Francisco; Jardim do Bacalhau, Capela de Santa Catarina, Castelo, praça de Camões, Liceu, Café Sport; Judiaria; Arrabalde, Ponte Romana terminando nas Caldas.
15:30 – Apresentação de livros
Alfredo Ferreiro – António Sá Gué – João Miranda – Pedro Emiliano Casteleiro
17:00 – 11ª Mesa – Salão Nobre do R.C. Chaves (Mesa de encerramento)
Tema: Língua comum: espaço, memória e afetos.
Intervenientes: Alfredo Ferreiro; Lídia Machado dos Santos; Manuel Araújo; Leon Machado, Pedro Emiliano Casteleiro
Moderadora: Emília Nogueira.
Momento Musical: Actuação da CinquenTuna da U.S.R.
Encerramento
Comemoração do XVII aniversário da Tuna da Universidade Sénior de Rotary de Chaves
Chaves de honra

Share

by

Alfredo Ferreiro nasceu na Corunha em 1969. Estudou Filologia Hispânica e iniciou-se na Teoria da literatura. É membro da Asociación de Escritoras e Escritores en Lingua Galega e da Associaçom Galega da Língua. Tem participado desde 90 em inúmeros recitais de poesia e colaborado em revistas galegas e portuguesas, entre elas Anto e Saudade, sob a direção de António José Queiroz. Na atualidade é membro do Grupo Surrealista Galego. Como crítico tem colaborado em publicações periódicas impressas como A Nosa Terra, @narquista (revista dos ateneus libertários galegos), Protexta (suplemento literário de Tempos Novos), Dorna e Grial, para além de em diversos projetos digitais. De 2008 a 2014 dirigiu, junto com Táti Mancebo, a plataforma de blogues Blogaliza. Desde 2006 é asíduo dos meios eletrónicos, em que se dedica à divulgação da literatura e do pensamento crítico. Atualmente colabora no jornais Praza Pública e Sermos Galiza. A inícios de 2014 fundou, junto com Táti Mancebo e Ramiro Torres, a revista digital de artes e letras Palavra comum, dirigida ao âmbito lusófono. Desde outubro de 2015 é coodenador do Certame Manuel Murguía de Narracións Breves de Arteixo.

One thought on “II Festa da Literatura de Chaves (FLIC II)

  1. Pingback: II Festa da Literatura de Chaves (FLIC II) – Libraría Aira das Letras

Deixar uma resposta