• contacto@alfredoferreiro.com
  • Galiza, Espanha, Europa

Na esteira de Sefer Sefarad, de Pedro Casteleiro

Na apresentação de Sefer Sefarad, de Pedro Casteleiro, os poetas Alfredo Ferreiro, Táti Mancebo e Ramiro Torres leram textos próprios inspirados num poema do livro apresentado. O ponto de partida foram o verso “Nossa casa cheia de vozes enterradas nas paredes”, pertencente ao poema «A casa vazia». Ei os poemas recitados pelos amigos do autor: Traição a Pedro Casteleiro Nossa Read more

Share

O ato poético

O ato poético puro é somente a sombra de um processo mental, total na sua essência e livre na sua conceição. Mas tal ato não deixa de ser uma imagem própria, uma criação com sentido autônomo, como acontece com as “sombras chinesas”. Alfredo Ferreiro e Pedro Casteleiro (Acrunha, 16 de janeiro de 1994). {Grupo Surrealista Galego}

Share